My Fairy Tail World!

Sweet and flowers

21 de agosto de 2014

Sex Tape- apesar da temática interessante o filme acaba por cair na mesmice das atuais comédias


Estreia nos cinemas nesta quinta-feira (21) a comédia “Sex Tape- Perdido na Nuvem”, o longa é protagonizado por Cameron Diaz e Jason Segel. A direção é de Jake Kasdan (Professora Sem Classe).

Sinopse: Jay (Segel) e Annie (Diaz) são um casal ainda muito apaixonado, mas dez anos de casamento e dois filhos esfriaram a paixão. E eles decidem recuperá-la - por que não? - fazendo um vídeo caseiro, no qual experimentam todas as posições do livro, A Alegria do Sexo, numa maratona de três horas de duração. Parece uma ótima ideia, até que eles descobrem que seu vídeo mais íntimo veio a público. Em pânico, eles vivem uma noite muito louca de aventuras - rastreando ligações, enganando o chefe de Annie com a ajuda de amigos - tudo para recuperar seu vídeo, sua reputação, sua sanidade e, mais importante, o seu casamento. (Filmow)


É interessante acompanhar o amadurecimento dos personagens da fase jovem (onde só pensavam em sexo) até a maturidade junto a família. A rotina e as novas responsabilidades faz com que o casal perca um pouco a excitação da adolescência. 

Aqueles momentos com cenas extremamente exageradas e totalmente descartáveis estão presentes durante o filme. O longa está pareado entre a comédia de temática interessante com piadas bem encaixadas e o puro pastelão desesperado em fazer o público rir.

Cameron Diaz e Jason Segel possuem uma boa química em cena. Principalmente Diaz que esbanja boa forma (no auge dos seus 42) e parece sempre bem a vontade em filmes do gênero (basta ver seus históricos que vai desde “O Maskara” até “Mulheres ao Ataque”, que estava há pouco nos cinemas).  A participação relâmpago do ator Jack Black (Escola do Rock) também enriquece a história. 

Leia a crítica de “Mulheres ao Ataque”.



De todos os filmes patrocinados pela Apple, esse é o mais descarado de propagandas a seus produtos. O famoso “product placement” (marketing subliminar de produtos em filmes) esta completamente explicito nas sequências.

Apesar da trama atual que envolve o devagar conhecimento dos adultos as novas tecnologias, o filme acaba por cair na mesmice das atuais comédias com diferencial de possuir temática mais picante. Completa o elenco; Rob Lowe que por coincidência, na década de 80 teve um vídeo intimo seu vazado pela imprensa. 


Recomendo para quem está de bom humor e gosta do gênero. 

Avaliação: Regular 


13 de agosto de 2014

As Tartarugas Ninja 3D - falta de originalidade nas sequências repleta de explosões e destruição


Chega aos cinemas, nesta quinta-feira (14), o filme “As Tartarugas Ninja 3D”, mais uma nova aposta para as famosas tartarugas mutantes que fizeram sucesso com desenhos e filmes na década de 90. A direção é de Jonathan Liebesman (Fúria de Titãs 2); Michael Bay (saga Transformers) produz e Megan Fox (Garita Infernal) protagoniza. 


Sinopse: Afetados por uma substância radioativa, um grupo de tartarugas cresce anormalmente, ganhando força e conhecimento. Vivendo nos esgotos de Manhattan, quatro jovens tartarugas, treinadas na arte de kung-fu, Leonardo, Rafael, Michelangelo e Donatello, junto com seu sensei, Mestre Splinter, têm que enfrentar o mal que habita cidade.

O fato da presença de Michael Bay e Megan Fox (sempre bela e arrumada, mesmo depois de cair e levantar tantas vezes nos bueiros de Nova York) -querendo ou não- faz lembrar a série “Transformers”. Não só por isso, mas por todo o visual e as cenas de quebradeira, e até os mesmos barulhos executados pelo Destruidor (William Fichtner), por exemplo, são igual ao produzido pelos carros robôs alienígenas de Transformers. 



Apesar dos ótimos efeitos visuais, falta originalidade nas sequências. É tudo muito manjado e repetido, parece que já vimos determinadas cenas em algum outro filme de herói, principalmente comparado ao novo Homem-Aranha. A questão do pai da repórter April O'Neil ser um estudioso que desenvolve algo extraordinário e corre risco de vida. Além disso, a cena final em cima do prédio faz lembrar muito as novas películas do aracnídeo mais famoso da Marvel. 

Poucas cenas nostálgicas (o grito de guerra “cowabunga” a as pizzas estão presentes) e engraçadas (como a do elevador) são salvas em meio a tantas explosões e destruição. O fraco e confuso roteiro se perde no meio dos personagens pouco carismáticos. Há uma série de tentativas de cenas que envolvam conflito e seriedade na relação entre as tartarugas.  Porém, nada fica muito claro para o espectador do que seria essa rixa entre os heróis, se é que ela existe. 


Crianças podem até se divertir, mas os adultos que procuram reviver sua fascinação de infância vão se decepcionar um pouco com o filme. Completam o elenco; Whoopi Goldberg, como a chefe de April, e Will Arnett, como Vernon Fenwick. 

Avaliação: Regular 


Saudades deles? Eu também!

5 de agosto de 2014

Guardiões da Galáxia- o filme é um dos melhores do ano e da Marvel


Muitos afirmaram, desde o inicio, que “Guardiões da Galáxia” era um “tiro no escuro”. Um filme com grande orçamento, com elenco de peso e apresentando ao público desconhecidos heróis, em meio a um cenário quase todo composto pela tecnologia CGI. Mesmo assim, a Disney insistiu no potencial do filme e em sua divulgação. Todo o esforço não foi (nem um pouco) em vão e o longa é, com certeza, um dos melhores do ano e também um dos melhores da Marvel. 

Sinopse: O aventureiro espacial Peter Quill (Chris Pratt) acaba se juntando a um quarteto de renegados alienígenas e assume o comando da equipe que protege diversos planetas. O grupo que compõe os “Guardiões” junto a Peter é formado pelos personagens Rocket (Bradley Cooper), um guaxinim atirador; Groot (Vin Diesel), um humanoide em forma de árvore; a mortal e enigmática Gamora (Zoe Saldana) e o vingativo Drax the Destroyer (Dave Bautista).


São muitos pontos positivos que fazem com que o filme, definitivamente, seja um ótimo programa de (puro) entretenimento. Todo visual, efeitos, cenas de ação bem feitas e não cansativas aliadas a um roteiro ágil e bem amarrado deixa o espectador ligado durante todo o desenrolar da trama. O longa é dirigido pelo novato James Gunn.

O destaque do filme, com certeza, são os protagonistas. O time é composto por cinco guardiões, ambos de raças alienígenas diferentes, cada um com sua personalidade e característica marcante. A começar por Peter Quill (Pratt): meio humano, meio alien, que deixou a terra ainda criança e atualmente é o nostálgico “senhor das estrelas”. Ele dá o passo inicial para juntar o grupo quando rouba um objeto cobiçado pelo vilão Ronan (Lee Pace). Fora o humano, o time é composto ainda pela única mulher do grupo, a durona Gamora (Saldana), sobrevivente de sua espécie aniquilada pela irmandade Baddoon. Drax (Dave Bautista) é o vingativo membro da entidade Kronos que esta atrás de Thanos para vingar sua família. Rocket Raccoon (voz de Bradley Cooper) é um guaxinim irônico, mal humorado e habilidoso que tem como aliado o sensível e forte Groor (voz de Vin Diesel), uma árvore mutante que controla a natureza e tem a capacidade de se regenerar. 


Ambos os personagens tem destaque na trama de maneira igual, de forma com que todos acabam ganhado a simpatia do público.  O longa é uma comédia com aventura que mescla diálogos inteligentes, nostalgia dos anos 80 e todo o fantástico visual das galáxias. O elenco ainda conta com astros consagrados como Glenn Close, John C. Reilly, Benicio Del Toro e ótimos vilões como Lee Pace e Karen Gillan como a enigmática Nebula.

Trilha sonora e referências a filmes marcantes;

Outro destaque absoluto das sequências é a trilha sonora completamente vintage e nostálgica repleta de clássicos e referências aos anos 60, 70 e 80. Nessa empolgante salada musical, somos apresentados às fitas tapes (e as hilárias dançinhas) de Peter Quill que vai desde "Hooked on a Feeling”, de Blue Swede, visto também no clássico de Tarantino, “Cães de Aluguel”; "Go All the Way" de Raspberries (também vista no filme “Quase famosos”); Moonage Daydream", de David Bowie; "Fooled Around and Fell in Love", de Elvin Bishop; "Come and Get Your Love", de  Redbone (da famosa cena inicial do filme) "Cherry Bomb", da banda de rock feminina The Runaways; até "Ooh Child", de The Five Stairsteps; “Ain't No Mountain High" de Marvin Gaye e Tammi Terrell (trilha do filme “Lado a Lado”, de Chris Columbus, com Julia Roberts e Susan Surandon); e "I Want You Back", de Jackson 5 da icônica cena final do longa.


Um dos melhores filmes da Marvel

Por fim, tenho a dizer que a Marvel acertou em cheio por mostrar novas caras em uma história quase, ou totalmente, desconhecida do grande público. Entretenimento de qualidade desde a primeira cena até o desfecho, que passeia desde a comédia recorrente (o que nada me incomodou) até a emoção verdadeira que envolve a relação de amizade desenvolvida entre os protagonistas no decorrer da história. Vale ressaltar que nunca a emoção foi tão grande na sala de cinema com um personagem que passa o filme inteiro dizendo apenas "Eu sou Groot".


Rendam-se, terráqueos, somos apresentados ao mundo dos Guardiões e você vai ficar bem feliz em fazer parte dele durante rápidas duas horas. Recomendo.

Avaliação: Excelente 


1 de agosto de 2014

O Último Amor de Mr. Morgan- Michael Caine estrela filme que aborda solidão, amizade e melancolia



Está em exibição nos cinemas “O Último Amor de Mr. Morgan”, longa dirigido por Sandra Nettelbeck (Simplesmente Martha) e estrelado por Michael Caine e Clémence Poésy. O filme fala sobre solidão e amizade em meio a uma bela e triste Paris.

Sinopse: Mr. Morgan é um professor americano de filosofia aposentado e viúvo que mora em Paris. Apesar de não aceitar a morte da esposa e conviver espiritualmente com ela, ele acaba se aproximando da jovem e bela professora de dança Pauline. Juntos, em passeios pela cidade, eles redescobrem a vida nos bulevares e parques da capital francesa.

O elenco composto por jovens, experientes e talentosos atores segue um tom melancólico durante todo filme.  Do inicio até a metade, o longa mostra as dificuldades de continuar a viver na solidão e enfrentar a rotina sem esquecer-se de como era a vida ao lado da pessoa amada. Assim, o protagonista, interpretado por Caine, vai vivendo uma rotina descrente e monótona até conhecer Pauline.


A aproximação do senhor com a jovem é ilustrada sem segundas intenções e mostra a clara relação de amizade e respeito que existia. Pauline gostava de estar na companhia de Mr. Morgan porque ele lembrava seu pai. Já Morgan, de inicio fica um pouco reticente a convivência com a professora, mas logo sede aos encantos da bela e começa a frequentar até suas animadas aulas de dança.

O filme ainda mostra a conturbada relação de Mr. Morgan com os dois filhos. Erros e acertos do passado da família são discutidos nas cenas de Caine com o ator Justin Kirk, que interpreta o filho; Miles Morgan. A trilha de Hans Zimmer e a fotografia são pontos que também merecem destaque.


O desfecho da trama decepciona e acaba por concretizar a ideia que “a solidão é uma cicatriz na alma” é incurável, e nem uma proposta de enfrentar a vida de cabeça erguida e recomeçar ao lado de pessoas importantes convence o solitário Mr. Morgan, deixando todos do cinema impressionados com a triste reviravolta mostrada na trama. Recomendo o filme para quem curte drama e não recomendo para pessoas que acabaram de passar por dolorosas perdas.

Avaliação: Regular 


25 de julho de 2014

Flowers in the air















Nesta quarta-feira a Tereza, fotógrafa do Coffee and Movies passou aqui em casa e estávamos planejando há algum tempo em fazer algumas fotos com esse vestido novo que pedi para minha costureira, Jô, fazer há alguns meses atrás. Claro que o resultado não poderia ter sido outro né? A Tereza consegue criar um ambiente tão legal em todas as fotos que fazemos.

Como esse vestido não tem nenhuma marca só vou colocar aqui a marca do sapato ok? Espero que vocês gostem porque pra mim foi ótimo fazer as fotos!

Sapato: Moleca. Gaiolinha: Presente da Verônica.

Fotos: Tereza Sá.

24 de julho de 2014

Confira o primeiro trailer de "Cinquenta Tons de Cinza"

Sei que muitos leitores e leitoras do blog são apaixonados pela trilogia 50 Tons de Cinza, série da autora E.L.James e claro que não poderia deixar de postar essa notícia aqui no blog. Pois é, a espera de muita gente acabou!



Depois da atriz e cantora Beyoncé liberar uma prévia do trailer no Instagram para deixar os fãs e curiosos mais agoniados, finalmente o primeiro trailer da adaptação cinematográfica de "Cinquenta Tons de Cinza" foi lançado!

O trailer foi lançado em diversos programas de televisão, porém, aqui no Brasil a transmissão foi feita pelo programa "Mais Você", da Ana Maria Braga, que por sinal recebeu um recado dos protagonistas Jamie Dornan e Dakota Johnson.

Chega de blá, blá, blá e tá aí o trailer:
Dirigido por Sam Taylor-Johnson, “Cinquenta Tons de Cinza” é baseado na trilogia de livros de mesmo nome que hoje é um dos maiores fenômenos de venda com mais de 90 milhões de cópias em todo o mundo. 
A produção retrata o romance entre o bilionário de 27 anos Christian Grey, interpretando por Jamie Dornan, e a estudante Anastasia Steele, papel de Dakota Johnson.

19 de julho de 2014

Séries asiáticas que você não pode perder!

Faz muito tempo que não falo sobre doramas aqui no blog né gente - não sabe o que é um dorama? clique aqui-? Me desculpem mas como já falei em alguns posts anteriores estou vivendo um momento na minha vida em que o estudo (literalmente) assumiu o primeiro lugar em tudo o que faço.

Porém, todo mundo precisa de um descanso né? E por isso em meus momentos de descanso acabo dividindo algumas das minhas paixões: doramas, livros, música e séries americanas e inglesas - entre outras coisinhas também! ahahah

Hoje indicarei para vocês algumas séries asiáticas que já assisti e que estou vendo ok? É legal porque se você está de férias- assim como eu- terá muito tempo para assistir vários deles- mesmo não tendo tempo no momento, você tem a madrugada para isso. ahahah

Cunning Single Lady
Sinopse: Ae-Ra está focada em sua aparência que ela acredita que vai levá-la para uma vida melhor. Ela então conhece Jung-Woo, que estudou engenharia. Eles finalmente se casam, mas também se divorciam. Depois de seu divórcio, Ae-Ra passa por momentos difíceis. Ao contrário de Ae-Ra, porém, Jung-Woo torna-se um desenvolvedor de TI de sucesso e muito rico. Agora, Ae-Ra tenta seduzir Jung-Woo a casar com ela novamente.

Para assistir ao dorama veja pelo Viki online.



Trot Lovers

Sinopse: Jang Joon-Hyu é um músico talentoso e popular. Ele despreza o gênero musical tradicional trot. Enquanto isso, Choi Choon-Hee sustenta a família sozinha e ela é louca por música trot. Um relacionamento romântico começa entre estes dois indivíduos.

Para assistir o dorama veja pelo Viki online.



Hotel King

Sinopse: Este drama retrata a história de uma herdeira, Ah Mo Ne, que vive como uma princesa, mas uma catástrofe leva ela fazer tudo o que puder para proteger o seu hotel. Ela e o gerente geral do hotel, Cha Jae Wan , que parece frio por fora, mas carrega uma bagagem emocional, se apaixonam.
Cha Jae Wan e sua mãe foram abandonados pelo pai. Quando adulto, ele começa a trabalhar em um hotel e se torna um inimigo do seu pai.

Para assistir o dorama veja pelo Viki online.


You're All Sorrounded 

Sinopse: Pode um novo grupo de oficiais novatos proteger as pessoas da área Gangnam contra crimes violentos? Eun Dae Koo é um detetive novato que tem o QI de 150, mas usa sua boca suja e atitude dura para mascarar sua história familiar dolorosa. Eo Soo Sun é a única mulher entre os novos contratados, mas não vai deixar ninguém empurrá-la ao redor, nem mesmo Seo Seok Pan, o líder da equipe da unidade de crimes violentos.

Para assistir o dorama veja pelo Viki online.



Hi! School Love On

Sinopse: Lee Seul-Bi é um anjo que é enviado à Terra para cuidar de Shin Woo-Hyun, que vive com sua avó e carrega cicatrizes emocionais de ser abandonado por seus pais. Apesar de sua atitude fria, Woo-Hyun é popular na escola por causa de sua boa aparência e habilidade para cantar. Quando seu melhor amigo, Hwang Sung-Yeol, descobre um segredo que os une e também desenvolve sentimentos por Seul-Bi, que está fingindo ser uma colega na escola, os melhores amigos se transformam em rivais. Pode Seul-Bi sobreviver ao primeiro amor e outros perigos da vida como um adolescente e fazer corretamente o seu trabalho de proteger Woo-Hyun?

Para assistir o dorama veja no Viki online.



Fated to Love- Versão coreana

Sinopse: Lee Gun é o sucessor de uma grande empresa administrada por sua família. Kim Mi-Young é uma secretária de aparência mediana em um escritório de advocacia que ganhou o apelido de "Post-It" por sua incapacidade de dizer não a seus colegas que despejam trabalho sobre ela. Uma noite, os dois estão bêbados e passam uma noite juntos. Então, ela fica grávida...

*Remake do drama taiwanês Fated to Love You (2008).

Para assistir esse dorama veja no Viki online.

17 de julho de 2014

Juntos e Misturados – Comédia repete a parceria de sucesso entre Adam Sandler e Drew Barrymore


O novo filme do diretor Frank Coraci (Click), “Juntos e Misturados” (Blended), repete a parceria de sucesso dos atores Adam Sandler e Drew Barrymore. Os dois já haviam contracenado juntos em “Afinado no Amor” de 1998 e “Como Se Fosse a Primeira Vez” de 2004. O filme estreia quinta-feira (17) nos cinemas.

Sinopse: Depois de um encontro às cegas desastroso, pais solteiros Lauren (Barrymore) e Jim (Sandler) concordam em uma coisa: eles nunca querem ver outra vez. Mas quando cada um se inscrever separadamente para férias em família com seus filhos, todos eles estão presos à partilha de uma suíte em um luxuoso resort no safári Africano por uma semana.


Apesar de ser intitulado como comédia não se ri de gargalhar. De fato existem boas piadas, tiradas e referências, principalmente aos antigos trabalhos protagonizados por Adam Sandler e Drew Barrymore. 

Ainda que o clichê presente durante o longa e de sabermos exatamente como será o desfecho da história, a química entre os protagonistas é tão boa que o filme flui sem esforços. A trilha sonora e a fotografia também são destaque e auxiliam as cenas.


É engraçado observar também os dramas opostos vividos pelos personagens. Enquanto a organizada Lauren tenta criar seus filhos rapazes da maneira correta e sem nenhum auxilio do ex-marido completamente ausente, Jim cria suas três filhas de maneira carinhosa, porém, completamente masculinizada. Por isso, o encontro dos dois no resort na África, acaba por mostrar o quão bom seria a figura de um pai para os meninos e de uma mãe para meninas. Assim, os personagens vão se conhecendo e vivendo situações que ilustram algumas famílias modernas com madrastas, meios irmãos e semelhantes que juntos são completamente felizes. 

Por fim, existe presente nas entrelinhas a “lição de moral” e o toque dramático baseado na situação que as famílias se encontram. O filme acabará ganhado a simpatia de todas as idades por ser divertido, empolgante e repetir a boa parceria de Adam e Drew. 

Completam o elenco;  Wendi McLendon-Covey como a pirada amiga de Lauren, Terry Crews (da serie de filmes Os Mercenários) como o hilário Nickens e Bella Thorne (do Disney Channel) como Hilary, filha mais velha de Jim. Recomendo para quem busca diversão nos cinemas. 


Avaliação: Bom 


10 de julho de 2014

Transformers- A Era da Extinção- muita destruição, barulho, quebradeira e adrenalina


Chega aos cinemas no dia 17 de julho o novo filme do diretor Michael Bay, “Transformers- A Era da Extinção”. O longa já é o quarto dirigido por Bay (Continuação de Transformers de 2007, Transformers - A Vingança dos Derrotados de 2009 e Transformers: O Lado Oculto da Lua de 2011) da famosa franquia dos robôs lutadores alienígenas, baseados na famosa linha de brinquedos Hasbro. 

Sinopse: Alguns anos após o grande confronto entre Autobots e Decepticons em Chicago, os gigantescos robôs alienígenas desapareceram. Eles são atualmente caçados pelos humanos, que não desejam passar por apuros novamente. Quando Cade (Mark Wahlberg) encontra um caminhão abandonado, ele jamais poderia imaginar que o veículo é na verdade Optimus Prime, o líder dos Autobots. Muito menos que, ao ajudar a trazê-lo de volta à vida, Cade e sua filha Tessa (Nicola Peltz) entrariam na mira das autoridades americanas.


O longa se passa quatro anos depois do terceiro filme, “Transformers- O Lado Oculto da Lua”, e inicia com um drama legal envolvendo pai e filha e todo o futuro incerto dos Transformers no planeta terra. Porém, a trama ganha vários rostos novos e uma história com excesso de personagens que vai se resolvendo repentinamente de maneira extensa. 

O ator e astro das produções passadas, Shia LaBeouf, sai de cena (e da franquia) para dar espaço a um novo protagonista mais maduro e velho conhecido de filmes de ação, Mark Wahlberg , que já havia trabalhado com o diretor em “Sem Dor, Sem Ganho” de 2013. O ator aparece a vontade em cena como Cade Yeager e divide a ação com os novatos e desconhecidos; Nicola Peltz, que é Tessa Yeager filha de Cade, e Jack Reynor como Shane Dyson, namorado de Tessa. O ator Stanley Tucci (O Diabo Veste Prada) é Joshua Joyce, um milionário arrogante que do meio para o final do filme muda por completo o rumo de seu personagem. 


Fora o elenco humano, os famosos carros-robôs dos primeiros filmes também voltam com tudo. Destaque para o favorito dos fãs, Bumblebee, o camaro (amarelo ainda por cima), Optimus Prime, o líder do pessoal e os outros Autobots que agora tem o auxilio até de robôs com formatos de dinossauros pré-históricos. 

As cenas de ação e a parte visual, tudo é extremamente cuidado e bem feito, o elenco cumpre bem o papel de correr para se livrar dos perigos e no auxilio aos Autobots. O 3D funciona em cena graças, também, a quantidade de efeitos especiais presente na fita. 


Um filme do Michael Bay, sempre será um festival de clichês no melhor estilo cinema destruição pareado com cenas a lá videoclipes (basta ver sua filmografia que vai desde Amargeddon e Pearl Harbor até toda a saga Transformers).  

Porém, na “A Era da Extinção” Bay se supera no quesito destruição; É muita informação, muitos personagens mal trabalhados, muita correria e muitas explosões junto a um roteiro extremamente mirabolante que faz com que o filme fique cansativo e maçante, onde as sequências de lutas prolongadas acabam tornando-se irritante. Recomendo para quem é fã da série e curte muita destruição, barulho, quebradeira e adrenalina. 

Avaliação: regular 


4 de julho de 2014

The Book of Love - Você precisa ouvir essa música!

Enquanto escrevo esse post estou ouvindo a música The Book Of Love-sim, essa do título do post. Todo mundo sabe que eu adoro ouvir música e trilhas sonoras de filmes e séries de TV enquanto escrevo. Acho que consigo colocar minhas ideias de uma forma bem melhor quando estou ouvindo alguma música que me inspire.
Imagem do youtube

Há alguns dias, a Jade Goulart,colunista de moda aqui do blog indicou a música The Book of Love que é interpretada pelo cantor britânico, Peter Gabriel, e lembro que assim que ouvi a primeira nota da música e a voz do cara eu fiquei apaixonada!

E vocês acreditam que enquanto eu ouvia eu virei pra ela e disse assim: " Jade, acho que essa música é de algum filme"e eu estava tentando desesperadamente lembrar de qual filme era essa música. E não é que pesquisando no santo google (eheheheh) eu descobri que a música The Book of Love na realidade é de um grupo americano de indie pop chamado The Magnetic Fields. Porém, a versão mais famosa dessa música é do cantor Peter Gabriel ( que citei logo acima), ele fez essa versão para o filme "Dança Comigo" (Shall We Dance?) de 2004.
Shall We Dance?


Então, depois dessa mini explicação - ehehehhe- resolvi falar dessa música linda e mostrar para vocês alguns covers da música que por sinal, são tão perfeitos quanto a versão do Peter Gabriel.

Versão do Peter Gabriel:




Versão da banda The Airborne Toxic Event - The Book of Love- Essa apresentação me fez chorar muito porque o cantor do grupo tinha acabado de perder sua avó e ele cantou em homenagem à ela. Eu fiquei super emocionada gente. Sem contar, que a voz do cara é bem diferente e eu amei. Tem uma parte (02:51 do vídeo) da apresentação que ele chora- achei isso super fofo- e fica olhando pra cima como se a avó dele pudesse ver que ele estava cantando para ela. Amei demais!



Billie Marten - Book of Love (Magnetic Fields cover) - Ont' Sofa Gibson Sessions - Essa versão é uma das minhas preferidas. Eu não conhecia essa cantora mas fiquei apaixonada pela voz dela, sério. Vocês precisam ouvir ok?



Book Of Love - Peter Gabriel (acoustic cover) Michael Schulte- E por último mas não menos importante o cover do Michael Schulte- que também não conhecia mas a Jade me apresentou essa versão e eu amei. Essa garoto tem talento gente! 



Espero que vocês tenham gostado!

27 de junho de 2014

Sweet and flowers












Aproveitamos o ensaio que fizemos com a Jade (já viram?) e peguei o embalo para fazer algumas fotos com o vestido novo que pedi para a minha costureira, a Jô, fazer. Foi super legal porque fizemos as fotos no Parque da Cidade e é um lugar super bonito e agradável.

O que usei? Vestido feito pela Jô/ Sapatilha: Riachuelo/  Copinho lindo: A Jade que me deu de presente pelo meu níver de 23 anos.

Espero que tenham gostado!

Fotos: Tereza Sá.