22 de fevereiro de 2013

'Sick-Lit',é realmente um novo gênero literário?


                                                   O que você acha do termo "Sick-Lit"?

Em 03 de janeiro de 2013 o jornal Daily mail publicou uma matéria com o seguinte título: "The sick-lit books aimed at children: It's a disturbing phenomenon. Tales of teenage cancer, self-harm and suicide...".  Super polêmico esse título e a matéria também! 

Resolvi postar sobre esse tema aqui no blog por que minha Timeline no twitter (não me segue? @KarlinhaCoffee) ficou super agitada por essa matéria que o jornal " O Globo" publicou ontem pela manhã: "Sick-Lit, a nova e polêmica literatura para adolescentes".

Foto desconhecida- Tlumbr

Não ficarei de rodeios para falar sobre esse assunto mas como falei antes esse foi o tema de todas as blogueiras e blogueiros literários. Afinal de contas, o que é esse "Sick-Lit"? Colocarei aqui a definição que o "O Globo" postou em sua matéria: "Esse tipo de história — voltada para adolescentes, mas trazendo personagens envoltos em doenças graves, depressão, anorexia, tentativas de suicídio e outros problemas realistas que a fantasia costumava ignorar — vem sendo chamado de sick-lit, algo como “literatura enferma” em português. É um termo que traz uma conotação negativa e muitas vezes ignora a  qualidade dos livros, mas que tem gerado polêmica e pode indicar uma tendência". - O Globo.

Eu sou leitora desse tipo de livros que eles classificaram e na realidade sempre li livros com esse tema. A questão toda é que para mim essa classificação "nova" e achei o termo bem maldoso para não dizer ruim para livros desse gênero. E o que mais me deixou intrigada é que a mídia inteira está fazendo um alvoroço sobre esse livros serem ou não uma boa literatura. Afinal, o que é uma boa literatura para vocês?Clássicos, fantásticos, YA, Chick-Lits? Comentem!

image

Eu acho que o leitor pode ler o que ele bem entender e o que ele quiser. Mas sobre esse assunto em questão eu não acredito que livros que abordem temas tão sérios quanto estes sejam livros ruins ou que influencie seus leitores a cometerem as mesmas coisas que seus personagens. Pelo contrário, eles são um AVISO para o que é bom o que é ruim. O que pode acontecer com você e acima de tudo eles apresentam a REALIDADE DO MUNDO para os leitores. Afinal de contas, não vivemos em um mundo cor de rosa e cheio de purpurinas não é mesmo?


Vocês lembram quando teve aquela polêmica sobre assistir ou não assistir ao filme "Chuck- O brinquedo assassino ? Por que vários adolescentes poderiam matar os pais? Ou quando algumas religiões proibiram a leitura de Harry Potter- por que ensinavam aos jovens e crianças que bruxaria é uma coisa boa e bláblá? Vocês lembram dessas histórias? Por que eu lembro! E gente pelo o amor de Deus!Estamos no século XXI, vocês podem ler e assistir o que acharem que devem!

Esse termo "Sick-Lit" para livros como "A culpa é das estrelas” (lançado no Brasil pela editora Intrínseca), de John Green, ou o livro  “As vantagens de ser invisível” (editora Rocco), de Stephen Chbosky, para mim  não tem NADA DE NOVO! NADA!Sempre existiram livros assim! A questão toda é: Leia sobre o que você quiser e não deixe de ler um livro por que ele foi clasificado como Chick-Lit, Sick-Lit, Fantástico...sei lá mais o quê! Leia o que você tem vontade!

                                                             A culpa é das estrelas

Os 13 Porquês

By The Time You Read This,I'll Be Dead da autora Julie Anne Petters


Leia a entrevista da autora Julie Anne Petters para o Coffee and Movies (Aqui)

Quer dizer, vocês concordam comigo? Vocês realmente acham que os livros 'Sick-Lit' são uma literatura ruim?(Tirando o nome em que eles estão classificados- ahaa). O que vocês pensam sobre isso? Deixem seus comentário! ;-)









22 comentários:

  1. Oi oi

    Eu não conhecia o termo ainda, mas concordo com você quando você diz que o termo é maldoso. Além do mais, se fosse para os adolescentes quererem se matar existem novelas e internet que influenciam muito mais negativamente (se é que um livro pode te influenciar negativamente) do que esse tipo de leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, delly. Pois é!

      Que bom que vc curtiu o post.

      Excluir
  2. Parabéns pelo post, Karlinha. Gostei do seu posicionamento. Realmente, os jornais estão querendo causar. Para nós é super normal ler algo desse gênero. Já li vários desse tipo: By the time you read this i'll be dead, Garotas de Vidro, A culpa é das estrelas, Speak, Menina morta-viva(acho que esse também se enquadra aqui)... e por aí vai. Só tirei coisas boas desses livros. Esse fenômeno já está acontecendo há bastante tempo. Não vejo o porque de tanto ''choque'' pela parte do jornal. O comentário do Spohr disse tudo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Pois é...e By The Time You Read vc sabe o quanto é pesado e tal mas mesmo assim é uma ótima história!

      Excluir
  3. Parabéns pelo texto, Karlinha!
    Interessante que o próprio texto do Globo cita "Os sofrimentos do jovem Werther" e a onda de suicídio, mas, gente!, século XIX - oi?
    Ninguém vai se matar/se mutilar por causa desses livros. De novo esse mimimi de má influência ¬¬
    Na verdade, eu acho que esses livros podem ter um aspecto até bem positivo para aqueles que passam por situações parecidas. Imagina um adolescente em depressão se identificando com o Charlie e chegando à mesma conclusão que ele, de que o melhor é participar da vida! (Lembrando que eu só vi o filme).
    No mais, acho muita babaquice ficar querendo rotular tudo. Esse tipo de livro sempre existiu, mas agora resolveram dar um nome, e um nome - como bem notado - de muito mau gosto. Santa paciência, Batman!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,Vê! Obrigada!

      Pois então...tá todo mundo preocupado com esse termo e tal.Eu não curto como eles classificaram e tal. Mas gente! Estamos no século XXI. Podemos ler oq a gente quiser.

      Excluir
  4. Não acho nada de polêmico nisso,sempre existio livros desse tema,e aliás como você mesma disse estamos no século 21!Gente as pessoas tem o direito de pagar para ler o que quiserem!!Outra quando um escritor decide escrever ele sempre quer passar uma mensagem com aquilo!Para alertar os jovens,e alertar a sociedade de alguma maneira,e outra a leitura é livre!

    http://diariodeumasonhadora2.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, flor! Pois é eu também - para mim não é polêmico- falar sobre esses livros.Até pq são livros que eu curto muito e leio. O problema todo nessa história é se esse estilo( como foi colocado no jornais) é ou não é bom para os "jovens leitores". Nós duas temos a mesma opinião!

      Excluir
  5. A mídia sempre querendo causar como sempre né?! Eu estava por fora e nem estava sabendo desse "auê" todo! Mas enfim, sempre existiram livros com esse tipo de temática, fica a critério de cada um ser influenciado ou não, sem contar que nem sempre esses livros são prejudiciais dessa maneira!

    ResponderExcluir
  6. Concordo com você, Karlinha! Esse tipo de livro SEMPRE existiu (e eu gosto, aliás), e o que eu acho mais legal neles é que eles não induzem os adolescentes a cometer o que os personagens fazem e sim mostram por quê NÃO fazer aquilo, ou as coisas ruins que acontece SE você fizer aquilo. Como você disse, é um aviso, justamente, mostrando como as coisas de fato acontecem.
    Adoro livros de fantasia, felizes e sem grandes preocupações, mas esse estilo mais "vida real" (que seria um nome de gênero MUITO melhor que "sick lit", porque esse é terrível!) também nos conquista.
    Exemplo disso é que dois dos meus livros favoritos do ano passado são assim - A culpa é das estrelas, que é maravilhoso, e Garotas de Vidro, muito bonito e emocionante.
    Enfim, adorei o post <3
    Beijos!
    Isa.
    ~ Portal dos Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Isabella, tudo bem flor? Que bom que vc curtiu o post! =)

      Excluir
  7. Concordo com você! Sou da opiniões de que na verdade esses livros agreguem valores, pois você está acompanhando, por mais que seja ficção, uma realidade que muitas vezes não é sua ou você pode estar se identificando, então... se souber aprender com isso: ótimo! Não acredito que esse tipo de literatura influencie os leitores negativamente, acho que é só mais um termo pra causar comoção mundial e fazer vender milhões de livros por todo canto, devido a curiosidade que as pessoas terão para ler livros que "possivelmente" possam causar determinados comportamentos. Cinquenta Tons é um bom exemplo do que a mídia causa. Um livro que não merecia nem a metade da metade do sucesso que está fazendo, se tornou um bestseller devido a tantos comentários detonando ainda mais a obra da autora, que na minha humilde opinião, já não é aquelas coisas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, linda! Que bom que você curtiu o post fico feliz!

      Excluir
  8. Em primeiro lugar... só eu não tinha conhecimento ainda desse termo?! :/ rsrs

    Acho que posso acrescentar na lista desses livros "Garotas de Vidro"?! Achei bem interessante, e é um meio de mostrar as meninas que não precisar ficar sem comer até morrer para serem bonitas.

    Como vc disse, esses livros estão aí para mostrar a realidade e tbm um caminho alternativo para não cometermos os erros, ou até o lado de que há esperança.

    Talvez esse termo não tenha mesmo sido uma boa escolha, pq de repente, pode sim, influenciar na compra ou não de alguns leitores.

    Gostei bastante do tema Ka :)

    Beijos

    Ka Wozniak
    Cinco das Artes

    ResponderExcluir
  9. Em primeiro lugar... só eu não tinha conhecimento ainda desse termo?! :/ rsrs

    Acho que posso acrescentar na lista desses livros "Garotas de Vidro"?! Achei bem interessante, e é um meio de mostrar as meninas que não precisar ficar sem comer até morrer para serem bonitas.

    Como vc disse, esses livros estão aí para mostrar a realidade e tbm um caminho alternativo para não cometermos os erros, ou até o lado de que há esperança.

    Talvez esse termo não tenha mesmo sido uma boa escolha, pq de repente, pode sim, influenciar na compra ou não de alguns leitores.

    Gostei bastante do tema Ka :)

    Beijos

    Ka Wozniak
    Cinco das Artes

    ResponderExcluir
  10. O título da postagem chamou a minha atenção; também não conhecia o termo e é horrível. "Literatura enferma"? Nossa! Nada a ver.

    Já li "Os 13 porquês" e gostei bastante. Estou aguardando a estreia do filme. Muito interessante a maneira que o autor usou para falar sobre um assunto delicado. Também li " A culpa é da estrelas" e achei que o autor foi feliz na forma que abordou uma doença tão terrível.

    Quero ler "Garotas de vidro" e "As vantagens de ser invisível".

    Literatura assim sempre existiu.
    Se o medo é que os leitores sejam influenciados então ninguém deveria ler "Romeu e Julieta", por exemplo. É um clássico e todos indicam, mas a atitude radical deles não é um exemplo a ser seguido.

    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  11. Meu Deus o que leva!? O Sol Também Se Levanta, As Três Marias, Verônica decide Morrer, todos clássicos, escritos há décadas, poderiam ser classificados como Sick Lit, e nunca vi, nenhum meio de comunicaçāo alardeando sobre os mesmos, nem os considerando maléficos para os leitores e estes livros vêm passando de geraçāo em geraçāo, mostrando a realidade da vida e dando, sim, um pouco de esperança no meio da solidāo desta geraçāo, nos mostrando que nāo somos os únicos a ter um tipo de pensamento ou sentimento, assim como a distopia, acredito que a sick lit, sempre esteve por aqui, porém as gerações anteriores, nāo possuiam a liberdade de expressāo e comunicaçāo que se têm hoje, logo, nāo se tinha essa necessidade de classificar e criticar tudo. Amei seu post Karlinha, sucesso sempre! ^_^

    ResponderExcluir
  12. Nossa, fiquei surpresa com essa classificação! Sick-lit parece um termo tão pejorativo, como se o que estivesse escrito nos livros fosse errado, ou proibido. Acho certo que as pessoas tenham conhecimento do que acontece na vida real. Fantasia é boa, mas não é lá que a gente vive. Por mais lição de moral que algumas histórias tenham, um bom livro no estilo "soco no estômago" ajuda a abrir os olhos para o que temos na nossa frente e que não enxergamos porque não queremos encarar a realidade.

    Adorei o seu post!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  13. Nossa, fiquei surpresa com essa classificação! Sick-lit parece um termo tão pejorativo, como se o que estivesse escrito nos livros fosse errado, ou proibido. Acho certo que as pessoas tenham conhecimento do que acontece na vida real. Fantasia é boa, mas não é lá que a gente vive. Por mais lição de moral que algumas histórias tenham, um bom livro no estilo "soco no estômago" ajuda a abrir os olhos para o que temos na nossa frente e que não enxergamos porque não queremos encarar a realidade.

    Adorei o seu post!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  14. Como os temas vieram com força, nada mais comum de acharem uma subcategoria para classificá-lo. Eu acho positivo.
    beijos
    amy - Macchiato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também concordo que é necessário a classificação. Só não concordo essa! E nem oq eles estão colocando sabe?

      Obrigada, pelo comentário flor.

      Excluir

Olá queridos leitores e leitoras!
Que bom que gostaram do post! Responderemos assim que pudermos.
Continuem comentando a opinião de vocês, porque é isso que faz o Coffee and Movies crescer e sempre melhorar.
Gostaríamos apenas que vocês seguissem algumas regrinhas legais para manter tudo em ordem:
- Não postem comentários anônimos. Esse tipo de comentário não será divulgado e nem respondido. Temos o maior prazer em sempre responder às suas mensagens e é importante então podermos saber quem são vocês. Além de estreitar nossas relações, não é mesmo?
-Tem interesse em divulgar o seu trabalho aqui no nosso espaço? Envie uma mensagem para Contato e especifique que se trata de publicidade e/ou parceria, para assim fazermos uma negociação.
- Saibam que todos os comentários postados aqui são moderados pela autora do blog, e ela não aceitará, em nenhum motivo, comentários machistas, preconceituosos, desrespeitosos ou difamações.

Obrigada por colaborar com o Coffee and Movies!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...