10 de maio de 2013

Crítica:Uma Ladra Sem Limites- filme aposta nas boas atuações dos protagonistas,mas peca pelo excesso de informação




A nova comédia do diretor Seth Gordon (Quero Matar Meu Chefe) aposta nas boas atuações dos protagonistas, mas peca pelo excesso de informação em um filme que tinha tudo para ser uma excelente comédia. 

Sandy Patterson (Jason Bateman) levava uma vida tranquila até receber a ligação de um spa na Flórida, pedindo para que confirme seu nome e endereço. Logo ele descobre que seu cartão de crédito foi parar nas mãos de uma picareta profissional, Diana (Melissa McCarthy), que tem gasto tudo o que pode na conta dele. Desesperado, Sandy deixa a esposa e os filhos e parte atrás de Diana, disposto a levá-la até a justiça do Colorado. O problema é que ele não é o único que está atrás dela

Melissa McCarthy está hilária, contagia e dá ritmo a comédia. Ela é a responsável pelas cenas realmente engraçadas. Já Jason Bateman está mais contido do que em “Quero Matar Meu Chefe”, porém, tem uma boa química com Melissa. Apesar do acerto com relação aos protagonistas a história em nenhum momento deixa de ser exagerada e com muitas falhas de roteiro. A começar pelo excesso de personagens mal trabalhados e cenas desnecessárias. 

São muitas situações jogadas dentro da longa, envolvendo muitos personagens que não tem o porquê de estarem na história. Devido a isso o filme acaba enrolando toda a trama para, no desfecho, tentar achar um meio de esclarecer e resolver tudo. A história em si é muito interessante e tinha tudo para ser a comédia do ano. Porém, acaba decepcionando e deixando, do meio para o fim, o filme cansativo.

O filme tem uma forte carga dramática, e mais uma vez créditos para McCarthy que sabe como ninguém fazer ri e emocionar com a triste história de vida da sua personagem. A parte dramática foca na relação da amizade dos protagonistas misturado a família de Sandy. Não satisfeito em ser uma simples comédia, o filme ainda é cheio de cenas de ação.

Completam o elenco; Amanda Peet que é a esposa do personagem de Jason Bateman , Jon Favreau que faz seu chefe odiado e Robert Patrick (o famoso T-1000, vilão de O Exterminador do Futuro 2) um caçador de recompensas que cai de para quedas na trama. 

Para quem gosta do gênero pode se divertir e dá umas risadas. Porém, uma “Ladra Sem Limites” acaba sendo mais um filme de comédia sem nada de extraordinário.


Avaliação: Regular 





0 comentários:

Postar um comentário

Olá queridos leitores e leitoras!
Que bom que gostaram do post! Responderemos assim que pudermos.
Continuem comentando a opinião de vocês, porque é isso que faz o Coffee and Movies crescer e sempre melhorar.
Gostaríamos apenas que vocês seguissem algumas regrinhas legais para manter tudo em ordem:
- Não postem comentários anônimos. Esse tipo de comentário não será divulgado e nem respondido. Temos o maior prazer em sempre responder às suas mensagens e é importante então podermos saber quem são vocês. Além de estreitar nossas relações, não é mesmo?
-Tem interesse em divulgar o seu trabalho aqui no nosso espaço? Envie uma mensagem para Contato e especifique que se trata de publicidade e/ou parceria, para assim fazermos uma negociação.
- Saibam que todos os comentários postados aqui são moderados pela autora do blog, e ela não aceitará, em nenhum motivo, comentários machistas, preconceituosos, desrespeitosos ou difamações.

Obrigada por colaborar com o Coffee and Movies!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...