6 de outubro de 2013

Eu não quero ser mais magra

Imagem: Weheartit

Há dois anos, minha vida virou de cabeça para baixo. Meu tempo começou a ser dedicado ao vestibular. Foi nessa época que comecei a engordar muito.Eu nunca tinha sido magra. Mas já usava 44 há uns bons anos. Comia o que tinha vontade e fazia natação, fora umas duas aulas de educação física por semana e algumas caminhadas também. O primeiro ano que eu fiz cursinho eu ainda estava no terceiro ano, e não foi tão puxado. Engordei uns 5 quilos. Só percebi quando meu namorado da época-que logo virou ex-começou a reclamar. O ano seguinte foi que a coisa piorou de verdade.

Eu tinha aula das 7h as 13h15 e em alguns dias de aula a tarde também. Eu tinha aula sábado de manhã e simulados todas as tardes e quando sobrava tempo eu estudava. Meu horário de estudo era de 8h de estudos aos domingos  e eu estudava. Do lado do meu cursinho, tinha uma padaria/restaurante, com comida deliciosa, salgados muito gostosos e doces maravilhosos. Tinha também uma Starbucks. Eu estava estressada, ansiosa e cheia de problemas emocionais e pessoais. Eu estava num ambiente competitivo e sobre uma pressão gigantesca. A comida virou válvula de escape, e em um ano, engordei muito. Eu não sei dizer o quanto, porque já não me pesava. Eu não enxergava a maneira que eu estava. E definitivamente, eu não estava bem, principalmente emocionalmente.

Não passei. Mudei de cursinho. Aliviei a pressão. Fui no médico, e me assustei com o peso. Estava com cerca de 10kg a mais do que eu costumava pesar. Ela disse que eu precisava emagrecer. Eu sabia que precisava. Mas não conseguia. Sei que, nos meus últimos 4 meses de cursinho, engordei mais 7kg. Eu já não reconhecia mais meu corpo. Prometi que, se eu passasse, eu emagreceria. Eu passei. Procurei outra médica. Comecei a reeducação alimentar e academia. No total, emagreci 25kg, em menos de um ano. Talvez tenha sido mais... mas ganhei massa muscular por causa da musculação. Cheguei ao tamanho 40, as vezes 42. Meu corpo já não emagrecia mais com aquela alimentação, eu deveria começar uma dieta mais restritiva, mas ao contrário, eu estava cada vez mais largando a dieta para lá. Por que?

Foi ai que eu percebi que eu estou feliz com meu corpo. Do jeito que está. Eu não quero ser mais magra. Eu me sinto bem assim. Muita gente que conheci pela internet, de grupos de emagrecimento, acha que eu desisti por não conseguir. Que isso é auto-sabotagem, ou coisa do tipo. O problema é, que é difícil você recusar um pedaço de bolo quando se está tão bem e não vê motivos para não comer.

Não tenho necessidade de ser mais magra, de  ficar com barriga de tanquinho. Claro que não me sinto bem todo o dia. Claro que ainda fico insegura as vezes. Mas quando eu comecei com isso, eu queria ter saúde, física e emocional. Hoje eu tenho ambas. Não emagreci para trocar a compulsão por comida pela compulsão pelo corpo perfeito, que é o que muita gente dessa “onda #projetosáudavel” fazem. Isso não tem sentido, mesmo porque o corpo perfeito nunca chega para quem está com a mente dessa maneira. Ter saúde é estar feliz. Eu estou. É por isso que eu não quero emagrecer mais. 

Daniela Mendes, 20 anos, futura médica. Seu maior sonho sempre foi cursar medicina. Coleciona sapatilhas e esmaltes, e é apaixonada por livros, seriados, culinária e gatos.


5 comentários:

  1. Dani, amei seu post. Eu acho que a gente tem que ser feliz do jeito que nós somos e fazer sempre as coisas com muito pé no chão e com saúde.

    ResponderExcluir
  2. A-DO-REI o post.lição fantástica,

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Sabe, voce sofreu por ser "gordinha" e eu por ser magra. Vai entender ne?
    Mas se está bem consigo, e se sente feliz, tem meu apoio :)

    ResponderExcluir
  4. Quando eu vi esse titulo na pagina de blogs que eu sigo, corri para ler! Adorei seu post, e a sinceridade com que falou desse assunto. Entendo que a comida acaba virando válvula de escape em muitas situações mesmo, e acho que posso dizer que me senti na sua pele lendo este post. Tentei uma reeducação alimentar algum tempo atrás e acabei desistindo, pois não consigo deixar de comer um Big Tasty, pizza e lasanha ...kkkkk ... mas o meu maior problema é que não tenho tempo para nada, e isso mega atrapalha minha alimentação. Preciso mudar isso por saúde mesmo, pois não tenho como praticar exercícios. No seu caso eu apoio o que vc disse, se vc já está bem não tem porque continuar perdendo peso. Concordo plenamente com seu raciocínio! Parabéns pelo post xD

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Tbm já fui muito preocupada com minha aparência, comigo era o contrario, sempre fui bem magra e isso em alguns momentos me incomodavam. + aprendi a me amar do jeito que sou, o + importante é ter uma vida saudável e feliz.
    Bjinhuss
    www.adeandreia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Olá queridos leitores e leitoras!
Que bom que gostaram do post! Responderemos assim que pudermos.
Continuem comentando a opinião de vocês, porque é isso que faz o Coffee and Movies crescer e sempre melhorar.
Gostaríamos apenas que vocês seguissem algumas regrinhas legais para manter tudo em ordem:
- Não postem comentários anônimos. Esse tipo de comentário não será divulgado e nem respondido. Temos o maior prazer em sempre responder às suas mensagens e é importante então podermos saber quem são vocês. Além de estreitar nossas relações, não é mesmo?
-Tem interesse em divulgar o seu trabalho aqui no nosso espaço? Envie uma mensagem para Contato e especifique que se trata de publicidade e/ou parceria, para assim fazermos uma negociação.
- Saibam que todos os comentários postados aqui são moderados pela autora do blog, e ela não aceitará, em nenhum motivo, comentários machistas, preconceituosos, desrespeitosos ou difamações.

Obrigada por colaborar com o Coffee and Movies!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...