9 de outubro de 2013

Todo dia, por David Levithan

Oi pessoal, tudo bem com vocês? Não sei se todos lembram mais a última resenha que fiz sobre um dos livros do David Levithan, foi de Will &Will (ainda não leu? Clica aqui) e como todos sabem eu não curti muito e mais uma vez eu fiquei meio "perdida" na narrativa de David Levithan.

Eu tentei muito gostar dessa nova história do autor e tentei não ficar pensando na crítica negativa que dei para Will & Will mas infelizmente minha resenha não será muito positiva para essa nova história.

Recebi o Todo dia  da  Galera Record   que é um livro Jovem -Adulto e com uma "pegada" bem diferente de alguns outros livros que já li. Primeiro porque o nosso personagem se chama "A"- lembrei um pouco da série Pretty Little Liars, hahaha-e simplesmente nosso "A" não tem um gênero na narrativa! Ninguém sabe se é homem ou mulher.

Em toda narrativa o "A"- vou tentar colocar o personagem como homem para que vocês entendam- está em um corpo de uma pessoa, então, concluindo você também não sabe se o "A" é uma pessoa ou um corpo- isso me lembrou do filme "A Mulher do Viajante no Tempo"- e sempre que ele acorda ele está em um corpo completamente diferente de sua idade- na história ele tem 16 anos- e nunca repete o mesmo corpo, ele sempre está mudando.

O nosso personagem principal tenta fazer tudo certo para que seu "hospedeiro"-digamos assim- não fique muito prejudicado (a) depois que ele "tomar" o corpo. Ele não tem nenhum parente ou alguém que poderia ter ensinado sobre  quem ele realmente é nesse mundo. Depois de muito sofrimento e dores,  "A" simplesmente decide que nunca deverá  gostar  ou se apegar a alguém e é nessa solidão que ele acorda no corpo de Justin e se apaixona pela namorada do menino, Rhiannon- achei esse nome mega feio- mas como ficar próximo de alguém em uma situação como a dele?

Não posso dizer que David Levithan não escreve bem porque isso seria uma baita de uma mentira! David, realmente tem um elemento que está faltando muito em diversos autores hoje em dia: Autenticidade. Ele é autêntico e suas histórias também mas infelizmente acho que muitas vezes ele acaba se perdendo com os personagens e deixando a  narrativa meio solta, perdida. Os personagens de Levithan sempre apresentam problemas bem diferentes  ao contrário de outros personagens que vemos por aí.

Gostei mais de "Todo Dia" do que Will &Will mas infelizmente David Levithan ainda não me convenceu, ou melhor, ainda não me conquistou!  Mas espero ter oportunidade de ler outras obras do autor para tirar mais algumas conclusões e realmente decidir se gosto ou não gosto da literatura de Levithan.

2 comentários:

  1. Sabe olhando a capa já me remete ao passado, uma viagem.. leria pela curiosidade!!

    ResponderExcluir
  2. Minha visão foi totalmente diferente da sua! Eu me encantei pela leitura, pela intensidade e por "A".

    Bjs

    ResponderExcluir

Olá queridos leitores e leitoras!
Que bom que gostaram do post! Responderemos assim que pudermos.
Continuem comentando a opinião de vocês, porque é isso que faz o Coffee and Movies crescer e sempre melhorar.
Gostaríamos apenas que vocês seguissem algumas regrinhas legais para manter tudo em ordem:
- Não postem comentários anônimos. Esse tipo de comentário não será divulgado e nem respondido. Temos o maior prazer em sempre responder às suas mensagens e é importante então podermos saber quem são vocês. Além de estreitar nossas relações, não é mesmo?
-Tem interesse em divulgar o seu trabalho aqui no nosso espaço? Envie uma mensagem para Contato e especifique que se trata de publicidade e/ou parceria, para assim fazermos uma negociação.
- Saibam que todos os comentários postados aqui são moderados pela autora do blog, e ela não aceitará, em nenhum motivo, comentários machistas, preconceituosos, desrespeitosos ou difamações.

Obrigada por colaborar com o Coffee and Movies!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...