24 de fevereiro de 2014

Trapaça - anos 70 com comédia, drama e personagens marcantes


O novo filme do diretor David O. Russell (O Lado Bom da Vida) dividiu opiniões entre críticos e espectadores. Muitos acharam o projeto tedioso e sem sentido outros uma obra louvável com um  misto de comédia e tensão. O fato é que “Trapaça” é um filme com carisma marcado por performances fenomenais, um roteiro habilmente escrito com reviravoltas inteligentes, personagens marcantes e uma mistura perfeita de comédia e drama.

Sinopse: Irving Rosenfeld (Christian Bale) é um grande trapaceiro, que trabalha junto da sócia e amante Sydney Prosser (Amy Adams). Os dois são forçados a colaborar com um agente do FBI (Bradley Cooper), infiltrando o perigoso e sedutor mundo da máfia. Ao mesmo tempo, o trio se envolve na política do país, através do candidato Carmine Polito (Jeremy Renner). Os planos parecem dar certo, até a esposa de Irving, Rosalyn (Jennifer Lawrence), aparecer e mudar as regras do jogo.

A principio, a história pode parecer confusa o que pouca gente sabe é que no final dos anos 70, o FBI contou com a ajuda do vigarista Melvin Weinberg para prender um senador, seis deputados, um prefeito e outros tantos políticos. A operação ficou conhecida como Abscam, nela agentes se passaram por um sheik árabe para pegar os acusados. O filme é sim baseado em fatos reais. E poderia ser totalmente diferente se, por acaso, caísse nas mãos de Ben Affleck, por exemplo. Talvez poderíamos ver um produto final menos cômico e mais sério com ênfase maior na história, talvez até num estilo parecido com “Argo”, filme vencedor do Oscar no ano passado e também baseado em fatos reais dirigido por Affleck . Mas David O. Russell buscou explorar mais os personagens e o estilo da década, mesmo assim sem perder o fio da meada.

A fotografia, direção de arte, os figurinos, em “Trapaça”, guarda-roupa, móveis e carros foram garimpados numa pesquisa minuciosa e grandiosa, rica em detalhes. Tanto que o diretor quis que o cadilac de Rosenfeld fosse da cor azul para combinar com olhos de Amy Adams. A trilha sonora é outro ponto alto do filme, sendo composta por grandes nomes como; Frank Sinatra, Led Zeppelin (Good Times Bad Times), David Bowie (The Jean Genie), Bee Gees (How Can You Mend a Broken), Elton John, Jeff Lynne e Donna Summer com “I Feel Love”. As músicas embalam e ilustram as cenas que mostram o que foi a década da “disco music” e toda suas animadas e concorridas festas.


Mesmo com toda a estética visual do longa, o elenco é o grande trufo do filme; destaco os protagonistas Christian Bale e  Amy Adams (ambos voltam a se encontrar depois de atuarem juntos em “O Vencedor” também de David O. Russell) Bale realmente ama a profissão e é um verdadeiro ator e um dos melhores da atualidade. Ele muda de visual a cada filme e passa a verdade do seu personagem para o público de maneira incrivelmente convincente, um vigarista que desde criança aprendeu as tramoias da trapaça e a partir daí não conseguiu parar mais os negócios sujos. Amy Adams tem o auxílio de sua beleza e sensualidade mista a sua cara de inocência, para compor a personagem complexa que é Sydney Prosser, sua atuação é forte e convincente. Amy é concorrente em levar a estatueta do Oscar por este papel, assim como Bale.


A relação de ambos já é desenhada no início do filme, quando um descreve as qualidades que observou no outro e o que levou a concreta relação para Sydney ser  a “amante fiel” apesar de rejeitar por completo este título. É interessante observar a cumplicidade deles durante todo longa . Em meio a tantas reviravoltas lá estavam eles novamente juntos e unidos desde o momento em que se encontraram naquela festa na piscina contada no início do filme, até o desfecho entre aberto da trama. 


Os outros atores também estão ótimos em seus papeis. Mais uma vez vemos Bradley Cooper sem se preocupar em ser o galã de cinema ou o rapaz das boas comédias, ele está muito bem na pele do colaborador agente do FBI e desde de “O Lado Bom da Vida” podemos observar quão bom ator ele é. Jeremy Renner é o candidato Carmine Polito e também exerce bem seu papel de amigo preocupado com tudo e todos. E Jennifer Lawrence (que volta a encontrar Bradley Cooper depois de “O Lado Bom da Vida”) está sensacional como a esposa traída, bipolar e perua de Irving Rosenfeld, a atriz é responsável pelo grande alivio cômico das cenas e se entrega a outra atuação marcante confirmando que veio para ficar provando ser uma das melhores de sua geração.


O que começa um pouco devagar acaba ficando descontroladamente interessante à medida que conhecemos mais a fundo esses trapaceiros e buscamos entender qual o sentido de tudo aquilo que eles estavam tramando. O desfecho será amplamente recompensador em meio a todo glamour e excessos da década de 70, a grandes golpes, grandes cabelos, decotes e muito senso de humor “Trapaça” consolida-se como um ótimo filme! Recomendo! 

Avaliação: Ótimo 

1 comentários:

  1. Eu gostei do filme, mas confesso que esperava mais. Amy Adams estava divina e Bradley Cooper também!
    Ótima resenha!
    Bjs.
    http://www.doceilusao.com/

    ResponderExcluir

Olá queridos leitores e leitoras!
Que bom que gostaram do post! Responderemos assim que pudermos.
Continuem comentando a opinião de vocês, porque é isso que faz o Coffee and Movies crescer e sempre melhorar.
Gostaríamos apenas que vocês seguissem algumas regrinhas legais para manter tudo em ordem:
- Não postem comentários anônimos. Esse tipo de comentário não será divulgado e nem respondido. Temos o maior prazer em sempre responder às suas mensagens e é importante então podermos saber quem são vocês. Além de estreitar nossas relações, não é mesmo?
-Tem interesse em divulgar o seu trabalho aqui no nosso espaço? Envie uma mensagem para Contato e especifique que se trata de publicidade e/ou parceria, para assim fazermos uma negociação.
- Saibam que todos os comentários postados aqui são moderados pela autora do blog, e ela não aceitará, em nenhum motivo, comentários machistas, preconceituosos, desrespeitosos ou difamações.

Obrigada por colaborar com o Coffee and Movies!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...