10 de setembro de 2014

O Doador de Memórias: Com grandes astros para uma história com lição, porém incompleta


Chega aos cinemas, nesta quinta-feira, “O Doador de Memórias”. O longa é baseado no livro “O Doador”, escrito por Lois Lowry. O filme é protagonizado pelos jovens e não tão conhecidos atores Brenton Thwaites (Malévola) e Odeya Rush (A Estranha Vida de Timothy Green). A direção é de Phillip Noyce (Salt).

Sinopse: Uma pequena comunidade vive em um mundo aparentemente ideal, sem doenças nem guerras, mas também sem sentimentos. Para tanto, uma pessoa é encarregada de armazenar estas memórias, de forma a poupar os demais habitantes do sofrimento e também de guiá-los com sua sabedoria. De tempos em tempos, esta tarefa muda de mãos e, agora, cabe a um jovem (Brenton Thwaites), que precisa passar por um duro treinamento para provar que é digno desta tarefa. (Adoro Cinema)


Apesar da semelhança (principalmente no início da trama) com o filme “Divergente”, de Neil Burgerm, baseado na obra da escritora Verônica Roth, o livro “O Doador” foi lançado muito antes, em 1993. Por isso, sem comparações com relação ao fato. 


A presença de dois grandes astros de Hollywood (Jeff Bridges e Meyrl Streep, excelentes) acaba por trazer certo prestigio a história, que foge do estereótipo apresentado nas produções semelhantes, não pelo romance jovem (que está presente), mas pelo teor filosófico que o filme carrega; uma mistura de ficção científica e drama social.


Do inicio até o meio, a trama segue interessante e cheia de incógnitas, prendendo a atenção total do espectador. Porém, o desfecho decepciona um pouco e acaba ficando confuso, rápido e até bobo. Se for pensar em todo preparo para os caminhos que a história estava tomando, o filme gera uma sensação de que faltou algo, que estava incompleto (o livro não possui continuação). 

Apesar disso, “O Doador de Memórias” consegue deixar sua lição de assumir riscos e fazer a coisa certa, mesmo que seja contra o sistema. O que a vilã, interpretada por Meyrl Streep, quer é construir uma comunidade perfeita sem dores ou sentimentos. Mas afinal, apesar da sociedade tão desigual e cheia de problemas, nada substitui as emoções do dia a dia, vivenciadas pelos seres humanos. Sejam elas boas ou ruins, precisam acontecer. 

Completam o elenco Alexander Skarsgård, como o pai de Jonas; Taylor Swift, irreconhecível como Rosemary; a sumida Katie Holmes, como a mãe de Jonas e Cameron Monaghan, como Asher, um dos melhores amigos do protagonista. 


Avaliação: Regular 


2 comentários:

  1. Olá, Jorge
    Tudo bem?
    Fiquei muito ansiosa quando vi esse filme, até porque já me falaram muito bem sobre ele. Quero muito ler!
    Beijos*-*
    Território das Garotas

    ResponderExcluir
  2. Oi, Jorge!
    Só pra esclarecer: O Doador tem continuação sim! São quatro livros no total, mas acho que só o primeiro foi lançado no Brasil. Os títulos são: Gathering Blue(#2), Messenger (#3) e Son (#4).
    Ainda não assisti o filme, mas o livro é uma das minhas próximas leituras.

    ResponderExcluir

Olá queridos leitores e leitoras!
Que bom que gostaram do post! Responderemos assim que pudermos.
Continuem comentando a opinião de vocês, porque é isso que faz o Coffee and Movies crescer e sempre melhorar.
Gostaríamos apenas que vocês seguissem algumas regrinhas legais para manter tudo em ordem:
- Não postem comentários anônimos. Esse tipo de comentário não será divulgado e nem respondido. Temos o maior prazer em sempre responder às suas mensagens e é importante então podermos saber quem são vocês. Além de estreitar nossas relações, não é mesmo?
-Tem interesse em divulgar o seu trabalho aqui no nosso espaço? Envie uma mensagem para Contato e especifique que se trata de publicidade e/ou parceria, para assim fazermos uma negociação.
- Saibam que todos os comentários postados aqui são moderados pela autora do blog, e ela não aceitará, em nenhum motivo, comentários machistas, preconceituosos, desrespeitosos ou difamações.

Obrigada por colaborar com o Coffee and Movies!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...